Poesia feminina nas ilustrações de Beatriz Ramo

Terça-feira, 14 de abril, 10.11 GMT

Beatriz Ramo é um ilustrador de Alicante, Espanha, que através de sua arte capta feminilidade em atmosferas da natureza, cores e toques de luz do surrealismo.

Seu trabalho é definido principalmente pelo uso de lápis, carvão e aguarela, embora ele use várias técnicas experimentais em seu trabalho.

Da janela, parece que tudo está morto. Nada além das folhas das árvores se move por aí. Mas nesta manhã, ao levar Pato para passear, os pássaros começaram a cantar. E ele se sentou em frente à árvore para olhá-los (ou querer comê-los), e em um momento tudo está vivo. . Duvido muito que ele possa ter expressado o momento, mas você tem uma ideia. ///////////////////////////////////. Da minha janela tudo parece sem vida lá fora. Nada se move, exceto as folhas da árvore. Mas nesta manhã fui passear com Pato e os pássaros começaram a twittar. Ele simplesmente estava sentado na frente da árvore olhando para eles, e tudo estava vivo naquele exato momento. . #yomequedoencasa #stayathome #quedateencasa # Madri # pintura # retrato # naranjalidad

Uma publicação compartilhada por Beatriz ¦Madrid¦ Orangery (@naranjalidad) o

Inocência, alegria, tristeza, sensualidade e nostalgia estão representadas rostos de mulheres que são acariciados pelas pinceladas sutis de Orangery, Qual é o nome de Beatriz e quem tirou esse nome de um livro de Woody Allen

A mistura de retratos a lápis com toques sutis de aquarela define o trabalho do artista.

Beatriz Ramo já expôs em Madri, Barcelona e Xangai, entre outras cidades do mundo.

Ele também trabalhou para marcas como Vogue, Fnac, Oysho, Barceló, Lenovo, IKEA, só para citar alguns.