Glamping: a fascinante aventura de acampar

Terça-feira, 05 de maio, 15.03 GMT

Se você é fã de acampar perto da natureza, mas com muito estilo, então o glamping é seu.

A experiência sensorial do glamping é ideal para quem procura aproveitar o luxo dos melhores hotéis, cercado por ambientes surreal cheio de liberdade.

E é que hoje em dia não é mais uma luta de acampar com a necessidade de abrir mão de todos os confortos que as melhores acomodações do mundo oferecem.

Embora o termo glamping (glamour e camping) cunhada no final do século XIX, essa atividade remonta a reinos séculos atrás, quando os líderes das terras mais poderosas viajavam em busca de novas conquistas.

A tenda do rei era transportada por animais de carga até seu destino e possuía todos os confortos e atrações do próprio palácio.

Até os otomanos, por volta de 200 aC, já usavam tendas para suas cerimônias culturais.

Na China, essas tendas também foram amplamente utilizadas, existem até pinturas do século XNUMX que capturaram música imperatriz dando à luz em uma loja do palácio.

O glamping mais semelhante ao de hoje começou a tomar forma entre os séculos XNUMX e XNUMX nas primeiras expedições de americanos e europeus pela África. Acostumados ao luxo e ao contato próximo com a natureza, começaram a montar tendas de safári com camas enormes, lençóis luxuosos, tapetes persas, móveis e pessoas cuidando deles.

Atualmente, o principal fator no glampling é a originalidade. Existem vários tipos de tendas onde os viajantes podem ficar.

Cabanas orgânicas, barracas de lona, ​​yurts, casas na árvore, pavilhões, iglus, entre outros, hospedam turistas exigentes.

A grande vantagem desse tipo de turismo é que ele é altamente considerado por seu impacto ambiental, sendo uma alternativa ecológica.

África, América, Antártica, Ásia, Austrália, Oceania e Europa oferecem propostas interessantes de glamping.